Home > Colunistas > Rogue One: Uma História Star Wars. Por Márcio Bastos

Rogue One: Uma História Star Wars. Por Márcio Bastos

Definitivamente, o mundo anda estranho. Entramos numa onda de conservadorismo de dar medo. Pessoas querendo a volta da ditadura, inflamados discursos de ódio mais uma vez ganhando força ao redor do mundo. Pra coroar essa bagunça, um cidadão chamado Donald Trump é eleito nos Estados Unidos. ARRIÉGUA! Papai do Céu, pode dar reset em tudo que aqui embaixo as coisas andam muito esquisitas.

Como consolo, podemos dizer que grandes valores não morrem. E o cinema, que sempre os representou tão bem, encerra 2016 com ROGUE ONE: UMA HISTÓRIA STAR WARS, um filme que além de ser tudo o que um fã de STAR WARS gostaria de ver, traz um poderoso discurso em suas entrelinhas.

Nele, acompanhamos a história de um grupo de rebeldes que tem a missão de roubar os planos da Estrela da Morte. Pra quem não sabe o que DIABEISSO, a tal estrela é uma arma poderosíssima capaz de destruir planetas inteiros na velocidade de um gol da Alemanha contra o Brasil.

Filmado com extrema competência pelo diretor Gareth Edwards, este é sem dúvida o capítulo mais maduro de toda a saga. Um filme que, apesar de se passar numa galáxia muito distante, pode ser encarado como um grandioso drama de guerra. E mesmo sendo uma produção da Disney, como mencionei anteriormente, ele flerta em suas entrelinhas com temas extremamente atuais. Temos aqui a caracterização de um regime totalitarista sendo confrontado por uma corajosa resistência que não se conforma com a opressão. A velha briga do bem contra o mal que, pra NOOOSSA alegria, ainda traz os mocinhos carregando nobres e humanitários ideias.

Considerado como um filme à parte dentro da cronologia da saga, ROGUE ONE é um generoso pedaço de pizza para os fãs, com várias referências aos outros filmes. Agora, se você nunca curtiu nada desse universo e, de repente, bateu a curiosidade, encara que ele pode te surpreender. Com personagens nunca vistos em nenhum outro episódio, taí um presentão de fim de ano pra você que tá precisando dar uma escapulida desse mundo cada vez mais surreal e, ao fim da sessão, sair com o sentimento de que, pelo menos nas histórias do cinema, ainda existe esperança.

Márcio Bastos
Redator publicitário, graduado em Letras e devorador de filmes e séries desde menino véi.

One thought on “Rogue One: Uma História Star Wars. Por Márcio Bastos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *