Home > Colunistas > Régis Barros: Eu e a psiquiatria

Régis Barros: Eu e a psiquiatria

É um belo casamento. Não me vejo casado com outra especialidade médica. A psiquiatria permite-me ir mais além. Acolher o outro em sofrimento emocional é uma tarefa nobre, humana, cristã e amorosa. Por isso, sou um crítico ácido àqueles que exercem a psiquiatria sem esses princípios. Ter a possibilidade de dividir com os pacientes algumas questões tão deles, e que poucos sabem, vai além da medicina. Na verdade, respeitando os constructos éticos, afirmo que o psiquiatra, que usa desses princípios, consegue ser um grande amigo do paciente cuja amizade é repleta de carinho e afeto. E você, que me lê, pode acreditar que toda doença, seja ela “dopaminérgica”, “serotoninérgica” e “noradrenérgica”, teme a amizade, o afeto e o carinho. A justificativa para esse temor é clara e simples – a questão não é a doença, a questão é o doente. Quem exerce a psiquiatria focando a doença, certamente, não é um psiquiatra na sua plenitude. Na psiquiatria, eu encontrei que o amor transcende a razão até por que a racionalidade ao extremo ofusca as dores. E quando padecemos de dores emocionais, precisamos de acolhida e proteção. Aonde encontrar isso?

Numa cápsula?

Num elixir?

Numa injeção?

Por mais que eles sejam necessários, não são os medicamentos que garantirão isso. Esse é o detalhe. As importantes conexões cerebrais ficam aliviadas com o avanço da farmacopéia. No entanto, a pessoa, que sofre emocionalmente em sua essência e existência, fica aliviada com o psiquiatra que exerce naturalmente o humanismo e a alteridade.

Essa é a psiquiatria! Foi essa a especialidade que escolhi. É com ela que passos os meus dias de trabalho e de estudo. É a partir dela que me sinto realizado. Mas, ressalto que a psiquiatria da qual falo é a psiquiatria verdadeira e não essa psiquiatria distante, sofrida, amargurada, mercantilizada e robotizada. Ser um psiquiatra dessa psiquiatria é uma honra. Poder falar e executar essa psiquiatria é uma missão. Eu e a psiquiatria nos apaixonamos. Vivemos uma bela história de amor…

Régis Eric Maia Barros é Médico Psiquiatra

Régis Eric Maia Barros
Médico psiquiatra, Mestre e doutor em saúde mental pela FMRP-USP e membro do Movimento Médicos pela Democracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *