Home > Colunistas > A nova Geopolítica Cearense após o escândalo JBS – A derrota dos iguais: Cid (PDT) e Eunicio ( PMDB)

A nova Geopolítica Cearense após o escândalo JBS – A derrota dos iguais: Cid (PDT) e Eunicio ( PMDB)

A nova geopolítica cearense praticamente foi construída nas últimas horas, com as delações premiadas da empresa JBS na Operação Lava-Jato no Superior Tribunal Federal. O campo político governista e o principal campo político oposicionista, com as suas imagens negativadas perante a opinião pública local. O ex-governador Cid Gomes (PDT) e o senador Eunício Oliveira (PMDB) até o momento adotaram o silêncio como modelo de ação política.

A base aliada governista deverá procurar reconstruir a relação de reaproximação com o grupo oposicionista peemedebista, para que ocorra uma trégua dos ataques mútuos nas redes sociais, o que apenas aumentaria a rejeição da maioria da população contra os dois grupos. O ex-governador Cid Gomes (PDT) e o senador Eunício Oliveira (PMDB) vão passar essa semana, focados em suas campanhas de defesa das acusações da JBS na Operação Lava-Jato no Superior Tribunal Federal.

O grupo político dos irmãos Ferreiras Gomes foi aliado do grupo político do senador Eunício Oliveira durante 11 anos (2003-2014) tanto na política local como na política nacional. O modelo de arrecadação de recursos financeiros foi o mesmo durante várias campanhas, onde havia o trabalho conjunto dos dois grupos: 2006 (Ceará), 2008 (Fortaleza), 2010 (Ceará) e 2012 (Fortaleza). O novo pacto político entre esses grupos é necessário para a sobrevivência de ambos aos ataques midiáticos dos principais veículos de comunicação da imprensa nacional.

Os cidistas e os eunicistas deverão sair derrotados nesse primeiro momento nas suas explicações jurídicas e institucionais, em relação às acusações da JBS na Operação Lava-Jato no Superior Tribunal Federal, por isso a maioria da opinião pública cearense terá muita dificuldade em aceitar os discursos de defesas dos principais grupos regionais. A polarização política cearense entre cidistas e anti-cidistas será substituída, pelo consenso, em torno da liderança do senador Tasso Jereissati (PSDB).

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Fortaleza, 21 de Maio de 2017

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa
Sociólogo, escritor, consultor e analista político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *