Home > Colunistas > Régis Barros: A riqueza do sonhar

Régis Barros: A riqueza do sonhar

O que seria da vida sem os sonhos? Eu, sem sonhos, morreria e creio que todos também. Pois, vida é a expressão material do sonhar. Em tese, sem os sonhos, não há desejo e, por conseguinte, não há motivação para existir e continuar. Sonhar é uma forma de acontecer. Sonhar com os olhos abertos impulsiona a nossa vida para o futuro. Portanto, se nos esquivarmos de sonhar, optaremos por fechar os olhos num ato simbólico de morrer. Por isso, eu considero um homicida todos aqueles que desestimulam os sonhos dos sonhadores. Quem faz isso acaba por agir de forma dolosa. Quem faz o sonhador deixar de sonhar atua como um assassino cruel. Quando isso ocorre com crianças é mais grave ainda, visto que a infância nos ensina a ser sonhadores natos. Infelizmente, quando a barba no rosto cresce, nós deixamos isso de lado. Quem desilude o sonhar de uma criança, que é rica de fantasias nos seus sonhos, é tão perverso que não consigo perdoar.

Que triste!

Como existem pais assassinos!

Como a nossa sociedade é assassina!

Uma vida sem sonhos é uma tormenta. Simplesmente, seríamos vegetativos, pois, em termos filosóficos, nem estaríamos vivos. Viver não é um mero ato fisiológico. Viver significa: um constante ato de se permitir e de transcender. Só alcançamos isso sonhando. Um sonhar com gana. Uma busca de alcançar nossos desejos a todo custo.

Se, por ventura, algum ceifador de sonhos te circunda, expulse-o urgentemente da sua vida. Extirpe-o! Afaste-o! Delete-o! Faça valer seus sonhos. Relembre de quando você, na sua infância, era um ser preenchido de sonhos. Retorne àquela época. Volte a ser um sonhador. Isso aquecerá sua vida. Isso deixará sua vida com mais sentido.

Eu continuo um sonhador!

Viva o ato de sonhar…

Régis Eric Maia Barros é médico psiquiatra, mestre e doutor em saúde mental

Régis Eric Maia Barros
Médico psiquiatra, Mestre e doutor em saúde mental pela FMRP-USP e membro do Movimento Médicos pela Democracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *