Home > Colunistas > O ex-presidente Lula vai apoiar a pré-candidatura presidencial de Ciro Gomes? Sim

O ex-presidente Lula vai apoiar a pré-candidatura presidencial de Ciro Gomes? Sim

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem compreensão da necessidade da criação de uma pré-candidatura presidencial como alternativa para a sua. Lula mantém capital político-eleitoral invejável de aproximadamente 1/4 ou 25% dos votos válidos, nas pesquisas qualitativas ou pesquisas estimuladas de opinião pública. O campo partidário democrático (PT-PC do B-PDT) e setores do Partido Socialista Brasileiro vão trabalhar o nome do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), como herdeiro eleitoral de Lula.

O cidadão-eleitor lulista em sua grande maioria pertence às regiões Norte e Nordeste, como também tem nível médio de escolaridade, com renda mensal variando de dois até cinco salários mínimos. O cidadão-eleitor do pré-candidato pedetista, o ex-ministro Ciro Gomes, é representante tradicional da classe média, com escolaridade de nível superior completo, que vive nas cidades médias e grandes, em todas as regiões do Brasil. Ciro Gomes tem entre 5% até 8% nos cenários estimulados dos institutos de pesquisas. A união do PT e do PDT trabalha com um universo de aproximadamente 30% dos votantes, no primeiro turno do pleito eleitoral de 2018.

O cenário político da pré-candidatura do petista, o ex-presidente Lula, já não será de crescimento de perspectiva eleitoral, mas apenas de fuga do cidadão-eleitor lulista do espectro ideológico de centro-esquerda ou moderado, por causa do discurso ultra-esquerdista do campo democrático, que é muito parecido com discurso marxista ortodoxo: PSTU, PSOL, PCO e PCB. A tendência natural desse eleitorado órfão do lulismo-petista será fazer a indicação do seu voto útil ao futuro presidenciável Ciro Gomes (PDT), com isso o patamar politico-eleitoral do mesmo pode chegar até 15% ou 20% dos votos válidos nas pesquisas estimuladas, referentes à sucessão presidencial de 2018, que serão realizadas nos meses de novembro e dezembro desse ano.

O diretório nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o diretório nacional do Partido Comunista do Brasil (PC do B) e os setores oposicionistas do Partido Socialista Brasileiro (PSB), com certeza não vão esperar o aumento do desgaste político-eleitoral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no campo jurídico penal, nos próximos meses. A pré-candidatura presidencial do ex-governador Ciro Gomes (PDT) pode receber o apoio do ex-presidente Lula (PT), em função da expectativa de transferência de mais de 50% de seus votos úteis, pois esse eleitorado pode ir por conta própria.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político.

Fortaleza, 14 de Julho de 2017

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa
Sociólogo, escritor, consultor e analista político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *