Home > Blog > Arruda Bastos: Viviane veio, viveu e venceu

Arruda Bastos: Viviane veio, viveu e venceu

“Veni, vidi, vici” (“Vim, vi, venci”) é uma conhecida citação atribuída ao vitorioso Imperador Romano Júlio César, no ano 47 aC, proferida depois de mais uma conquista do seu exército sobre seus inimigos.

Jesus Cristo, nosso exemplo maior de amor, também veio e viveu, mas, diferente de Júlio César, para vencer Ele passou pelo sofrimento e pela morte para, com isso, salvar toda a humanidade.

Viviane Brito Bastos, nossa querida Vivi, veio, viveu e venceu. Nasceu em 10 de maio de 1986 e de imediato foi luz e alegria para seus pais, para os amigos e para toda a nossa família. Nos 31 anos de vida só nos encheu com sua bondade, carinho e amor.

Ninguém poderia imaginar, entretanto, que essa jovem de aspecto frágil e dócil se transformaria em um gigante ao enfrentar com altivez a adversidade da sua doença e a luta travada durante um ano pela vida.

Digo que ela veio, viveu e venceu sim. Ela veio e seu exemplo de amor a Deus e a seus semelhantes foi um dos seus legados. Ela viveu uma vida de luz e construção de outras vidas e venceu ao ser exemplo e não apenas vítima de uma terrível doença.

Viviane veio, viveu e venceu. Através do seu exemplo e destemor, venceu o preconceito e o estigma do câncer de mama, que normalmente derrota precocemente os portadores dessa cada vez mais frequente patologia.

Para Vivi, não existia derrota, medo, escuridão nem desesperança, ela se saiu triunfante em todos os aspectos na sua curta trajetória na dimensão terrestre. Agora, na eternidade junto do Divino, vai continuar sendo inspiração.

Muitos foram os desafios enfrentados por Vivi. Parece até que ela já veio ao mundo sabendo que, apesar de ser a vida um dom de Deus, nem sempre ela é fácil, e que isso que a torna bela. Vivi enfrentou todos os obstáculos dando a cada um deles a dimensão da sua força e fé em Deus.

Ontem, 18 de novembro de 2017, chegou no Céu mais uma santa que agora, juntamente com nossa querida mãe, Maria de Lourdes, com sua outra avó Maria das Graças e outros membros da família que já se encontram na dimensão celestial reforçaram a interseção por todos nós.

Desejamos que o exemplo de vida da Viviane não seja perdido. Devemos cultivar o que ela nos deixou, para que muitas outras pessoas possam ter suas vidas renovadas na fé e muitas mulheres possam ter sua doença prevenida, tratada e enfrentada, como ela o fez.

Que o “Outubro Rosa” da nossa querida Vivi possa permanecer entre nós para sempre e que sua alegria, sorriso, carinho, meiguice, amor e exemplo de vida não tenham sido em vão.

Cabe agora a todos nós continuarmos com a sua importante obra, capitaneada agora pelos seus valorosos pais, Jorge e Virgínia, pelas suas destemidas irmãs, Daniela e Marina, pelo seu amado noivo, Diego, pelos seus tios, primos e amigos. Enfim, por todos nós que fomos tocados, cativados e renovados com seu exemplo.

Agradecemos a todos que participaram da trajetória de vida da Vivi. Aos que estiveram ao seu lado, quer em orações ou diretamente envolvidos no seu tratamento, o nosso obrigado especial.

Que Deus e Nossa Senhora possam confortar a todos. Viviane Brito Bastos veio, viveu e venceu!

Arruda Bastos é um saudoso tio que também foi renovado com a força e o exemplo de vida deixado por sua querida sobrinha Vivi.

Arruda Bastos
Médico, professor universitário dos cursos de Medicina e Enfermagem, especialista em Gestão em Saúde e Saúde Pública, escritor, radialista, ex-Secretário da Saúde do Estado do Ceará e coordenador do Movimento Médicos pela Democracia.
http://www.portalarrudabastos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *