Home > Colunistas > Luiz Cláudio: A Radiografia Política-Eleitoral da Aliança Camilo Santana e Eunício Oliveira

Luiz Cláudio: A Radiografia Política-Eleitoral da Aliança Camilo Santana e Eunício Oliveira

O governador Camilo Santana (PT) deverá ter o senador Eunício Oliveira (PMDB) como o seu companheiro na chapa majoritária na sua campanha a  reeleição, no próximo ano. Camilo Santana vai afiançar essa aliança política-administrativa no primeiro momento, porém num segundo momento a mesma irá se transformar em aliança eleitoral pois o senador Eunício Oliveira (PMDB) será candidato à reeleição no Senado, na coligação partidária governista.

O senador Eunício Oliveira (PMDB) vai trabalhar abertamente, para a construção do bloco partidário PT e PMDB no pleito eleitoral de 2018, no Estado do Ceará. Eunício Oliveira compreendeu que não haveria mais  condição para a reedição da aliança eleitoral, com o senador Tasso Jereissati (PSDB), pois o mesmo não sendo candidato ao Governo Estadual, não deixa nenhuma perspectiva de reeleição do senador peemedebista. O fim da parceria política-eleitoral entre o PMDB e o PSDB, já é fato na política cearense.

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) tem interesse de matar esse alinhamento político-administrativo do governador Camilo Santana (PT) com o senador Eunício Oliveira (PMDB), antes que  se torne uma coligação partidária, para as eleições de 2018. Ciro Gomes terá muito dificuldade de ter êxito nessa empreitada política, pois a cada participação de Camilo Santana ao lado do Eunício Oliveira, em eventos de parcerias públicas do Governo Estadual com os recursos financeiros do Governo Federal, essa aliança é reforçada perante a sociedade que poderá aprovar essa parceria administrativa, como algo louvável no campo eleitoral.

O ex-governador Cid Gomes(PDT) vai procurar manter certa distância política da relação administrativa do Governo Federal e do Governo Estadual traduzido nas figuras do governador Camilo Santana (PT) e do senador Eunício Oliveira (PMDB). Cid Gomes compreende a necessidade do chefe executivo estadual ter acesso aos recursos financeiros de Brasília, pois são seis anos de prolongada estiagem ou seca. O Partido Democrático Trabalhista deverá manter o controle da Assembléia Legislativa do Ceará numa provável reeleição do governador Camilo Santana (PT), como também a primazia na indicação do sucessor do prefeito Roberto Cláudio (PDT), no novo condomínio político-administrativo da política cearense.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa sociólogo e consultor político

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa
Sociólogo, escritor, consultor e analista político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *