Home > Destaque > Balanço: 73 pessoas são mortas em três dias no Ceará

Balanço: 73 pessoas são mortas em três dias no Ceará

Em três dias, 73 pessoas foram mortas no Ceará. O balanço é referente ao relatório de ocorrências diárias da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), dos dias 27, 28 e 29. Somente no sábado e domingo foram registrados 44 casos.

Nessa segunda-feira, 29, o relatório apontou 19 mortos. No entanto, a chacina na Cadeia Pública de Itapajé, com 10 mortos, não entrou na lista, por ser em unidade da Secretaria da Justiça e contabilizada como mortes em unidades prisionais. Com a chacina de Itapajé somam-se 29 pessoas mortas, totalizando 73 mortes em três dias. O crimes em cadeias e penitenciárias não entram para os Crimes Violentos Intencionais (CVLI) e fazem parte das estatísticas da Secretaria da Justiça (Sejus).

Entre os crimes do dia 29 foram registrados um triplo homicídio na rua da Mangueira, além de homicídios nos bairros Vila Peri, Antônio Bezerra e Jardim Iracema. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) um duplo homicídio no bairro Cigana, com duas vítimas do sexo masculino, um caso no Maracanaú e outro na Pacatuba. No Interior, as mortes aconteceram em Nova Russas, Itarema, Aracati, Quixeré, Potengi e Quixeramobim.
Dia 28

O relatório mostra que no dia 28 foram quatro homicídios em Fortaleza, nos bairros Granja Lisboa, Granja Portugal e Jardim União. Um dos casos, na rua Barra Vermelha, duas mulheres foram mortas. O outro crime na Granja Portugal também vitimou uma pessoa do sexo feminino, na rua Londrina. Já o quarto crime, no Jardim União, resultou na morte de um homem.

Na Região Metropolitana foram seis homicídios no sábado. Um deles aconteceu no Cumbuco, em Caucaia, que vitimou duas pessoas. Ainda na Caucaia foi registrado mais um duplo homicídio, com duas vítimas do sexo feminino. Outras duas mortes foram contabilizadas em Maracanaú e um terceiro em Genipabú, novamente em Caucaia.

No Interior, os homicídios foram em Itapiuna, Trairi e Missão Velha.

Dia 27

No crime da chacina em Cajazeiras que vitimou 14 pessoas, o relatório descreve oito vítimas do sexo feminino e seis do sexo masculino. Nesse dia também foram registrados homicídios nos bairros Jangurussu, Boa Vista, Conjunto Prefeito José Walter, Ancuri (duplo homicídio), João XXIII e Conjunto Palmeiras.

Na Região Metropolitana foram catalogados casos em Maracanaú, Caucaia (dois homicídios distintos), Eusébio e Horizonte. No Interior, os crimes ocorreram em Independência, Itapajé, Paracuru, Aracati e Mauriti.

O fim de semana contabilizou 14 mulheres mortas em um período de 48 horas, além de quatro casos de duplo homicídio.

Boatos

Após a chacina, uma série de boatos se espalhou na Internet. Um deles foi de uma chacina na boate Panteras, que fica na avenida Osório de Paiva. No entanto, a ocorrência de chacina não se confirmou e não existe registro de homicídio no local. Outro rumor que repercutiu nas redes sociais e grupos de WhatsApp foi de um triplo homicídio no Porto das Dunas. O caso também não passa de uma notícia falsa.

Nessa segunda-feira, 29, um novo boato foi repercutido nas redes sociais. Tratava-se da saída do secretário da Segurança, André Costa, da SSPDS. Ele convocou entrevista coletiva na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para divulgar a prisão de cinco suspeitos da chacina. Na ocasião, ele afirmou que não deixaria a pasta e falou que a informação também se tratava de um boato.

Fonte: Jornal O Povo

pab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *