Home > Notícias > Aécio vira réu no STF por corrupção passiva e obstrução de Justiça

Aécio vira réu no STF por corrupção passiva e obstrução de Justiça

A maioria dos ministros da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu aceitar denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), pelos crimes de corrupção e obstrução de Justiça. O parlamentar é acusado pelo Ministério Público de ter recebido R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista para influenciar nas investigações da Operação Lava-Jato. Os ministros seguiram o voto do relator, Marco Aurélio Mello, que entendeu que existem provas suficientes para acatar as acusações.
Aécio é o primeiro tucano a virar réu na Lava-Jato e representa a 10ª ação penal referente a operação a ser aberta no Supremo. Além dele, viraram réus a irmã do político; a jornalista Andréa Neves; o primo do senador, Frederico Pacheco de Medeiros; e um ex-assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), Mendherson de Souza Lima.
A denúncia por corrupção foi aceita por unanimidade pelos cinco ministros:  Marco Aurélio, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Alexandre de Moraes. No entanto, Moraes foi o único a votar contra a acusação de obstrução de Justiça, que foi aceita por 4 a 1.
A Procuradoria-Geral da República afirma que Aécio recebeu o montante em quatro repasses de R$ 500 mil. Um dos pagamentos, realizados por Joesley, foi filmado pela Polícia Federal. O primo do parlamentar,  Frederico Pacheco, foi flagrado com o dinheiro.
pab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *