Home > Blog > Ele Não, Ele Nunca e Democracia Sim. *Por Arruda Bastos

Ele Não, Ele Nunca e Democracia Sim. *Por Arruda Bastos

Estamos chegando ao final de mais uma campanha eleitoral no nosso Brasil e, de forma inédita, pelo menos para mim, nos meus muitos anos bem vividos, com uma polarização entre um candidato fascista, homofóbico, misógino, saudoso da ditadura e adepto da tortura com um totalmente oposto, amante da democracia, da diversidade, da igualdade, do social e da paz.

A nossa responsabilidade, portanto, como cidadãos, é imensa, pois estaremos decidindo com o nosso voto o futuro do país e o legado que deixaremos para nossos filhos, netos e futuras gerações. É fundamental que nesse momento os democratas de todas as matizes se manifestem e, mesmo sabendo do ódio e da radicalização que vivemos entre irmãos, tenham consciência que a omissão é o pior dos mundos.

As mulheres, como sempre, com sua força e sensibilidade, lançaram um movimento nas redes sociais intitulado “Ele Não”, que visa deixar bem claro que o candidato defensor da barbárie, da cultura das armas, da discriminação dos seres humanos por sexo, raça e religião não pode ter o voto das mulheres do Brasil. 

O candidato que hoje tem a alcunha de “Ele Não” também já demonstrou, por diversas oportunidadesem entrevistas, debates e confrontos com colegas deputadas que não respeita as mulheres e também considera as vítimas de estupro como culpadascomo deixou claro na famigerada frase dita por ele àdeputada Maria do Rosário: “não te estupro porque você não merece”. 

“Ele não” também já declarou que mulheres devem ganhar menor salário em comparação com os homens, com a justificativa de que engravidam, e já asseverou em outras oportunidades que, se chegar à presidência, não levantara uma palha para combater essa odiosa realidade nas empresas do nosso país. A truculência verbal e física contra as mulheres também é uma constante na trajetória do ignóbil ex-militar.

Por tudo que falei e muito mais, um grupo de personalidades, de diferentes posições políticas, ideológicas e pertencentes a diversos status profissionais, lançou outro movimento, e agora com um abaixo-assinado intitulado “Democracia Sim”. O manifesto é um sucesso e já conta com o endosso de expressivo número de artistas, políticos, intelectuais, da população em geral e está aberto para colher as assinaturas de cidadãos que defendem a democracia. 

Agora que se aproxima a hora da onça beber águachegou o momento de, com toda a nossa força, argumentação e paciência gritarmos bem alto e,utilizando todos os meios de convencimento, tentar demover aqueles que por ódio, cegueira temporária devido às agruras da violência reinante no Brasil e outras mazelas, estão propensos a cometer um ato insano de votar no candidato “Ele Não”, que representa o time do retrocesso institucional nas atuais eleições.

Temos opções para todos os gostos no atual quadro eleitoral, candidatos para dar e vender. Reacionários, liberais, de direita e de esquerda, e até não identificados. A maioria do nosso povo vai decidir qual o Brasil que queremos para o futuro, só não pode ser o retorno aos anos da repressão da ditadura, da censura, da barbárie e do fascismo.

Vamos às ruas nos próximos dias. Devemos participar de todos os atos de apoio ao movimento “Ele Não”. Coloquem suas assinaturas no abaixo-assinado e façam a sua partepostando, compartilhando, comentando e curtindo as manifestações contra o truculento e odiento personagem.

Pense bem antes de votar, pois Ele Não e Ele Nunca não combina de forma nenhuma com Democracia Sim.

*Arruda Bastos é médico, professor universitário, ex-secretário da saúde do Ceará, membro da Sociedade Brasileira de médicos Escritores e do Movimento Médicos pela Democracia.

Arruda Bastos
Médico, professor universitário dos cursos de Medicina e Enfermagem, especialista em Gestão em Saúde e Saúde Pública, escritor, radialista, ex-Secretário da Saúde do Estado do Ceará e coordenador do Movimento Médicos pela Democracia.
http://www.portalarrudabastos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *