Home > Blog > Arruda Bastos: Felicidades, mon amour, meu bem, ma femme

Arruda Bastos: Felicidades, mon amour, meu bem, ma femme

Nos últimos anos, tenho escrito, com as cordas do meu coração, crônicas abordando o meu grande amor pela minha adorável esposa, Marcilia. Em 2017, externei todo o meu carinho com “É o amor” e “O amor do eterno namorado”; já no ano passadofalei com ternura da “Minha Gatinha Manhosa” e que “O Seu amor me pegou”. Hoje, nesse dia especial do seu aniversário, resolvi desejar “Felicidades, mon amour, meu bem, ma femme, antecipando os nossos 40 anos de linda união e relembrando os 45 anos de amoroso relacionamento.

Conheci minha inspiradora esposa nos bancos da Universidade Federal do Ceará, no campus do Picinos idos de 1974, quando iniciávamos os estudos acadêmicos. O seu corpo meigo e tão pequeno é até hoje o mesmo, e continua com uma espécie de veneno bem gostoso de provar.

Digo que foi amor à primeira vista, o que me leva a agradecer a Deus todos os dias por aquele encontro inesperado naquela tarde ensolarada de maio, em que a encontrei. Na época, como hoje, ainda tenho palpitações quando a vejo depois de uma breve ausência e só mesmo o grande amor que sinto para explicar de onde vem e como pode haver tanto desejo nos seus olhos, nos seus beijos e no seu jeito de abraçar.

Mesmo durante todos esses anos de convivênciaainda tenho dúvida se Marcilia me ganhou por ser uma “gatinha manhosa”, como na música de Erasmo Carlos que escrevi em uma crônica anterior ou como nesta que escrevo hoje, em que, parafraseando o cantor e compositor Reginaldo Rossi na música mon amour, meu bem, ma femme”, afirmo que além do desejo, dos seus olhos e dos seus beijos, foi o seu jeito de menina e esse gosto de mulher que me conquistou.

Falando agora como Arruda Bastos, digo que foi tudo junto e misturado, e mais por ser Marcilia uma linda mulher de fibra e excepcional, por ser uma mãe inigualável, por ter me dado quatro filhos exemplares, quatro netinhos adoráveis e ser a esposa e amante dos sonhos de qualquer marido e é por isso que confesso que nada existe em você que eu não ame e que sou metade sem você.

Para concluir, afirmo que bom mesmo é estar ao seu lado em mais um aniversário. A impressão que tenho é que a cada ano essa data se torna mais especial, e dividir a minha vida com você é uma felicidade e um lindo sonho. Seu aniversário é motivo de muita alegria, então vamos sorrir e deixar esse dia ser ainda mais especial, assim como você. Parabéns pelo seu aniversário e que nossa união seja eterna. Te amo, felicidades e um grande beijo, mon amour, meu bem, ma femme.

Arruda Bastos é médico, professor universitário, membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores e um homem apaixonado por sua esposa.

Escute a música

Arruda Bastos
Médico, professor universitário dos cursos de Medicina e Enfermagem, especialista em Gestão em Saúde e Saúde Pública, escritor, radialista, ex-Secretário da Saúde do Estado do Ceará e coordenador do Movimento Médicos pela Democracia.
http://www.portalarrudabastos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *